musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - LAMPIãO - JOãO CARREIRO E CAPATAZ - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Lampião letra


No Vale do Pajeú, do sertão pernambucano
Na comarca Vila Bela, mais de cento e tantos anos
Nasceu um mito da história, no nosso chão brasileiro
Virgulino Lampião era o rei dos cangaceiros

A mando de fazendeiros, nas mãos dos policiais
Aos cinco anos de idade assassinaram seus pais
Fez a justiça no punho, a lei era o seu aço
Conhecido Lampião, o grande Rei do Cangaço

Cresceu com ódio no peito, não apagou da lembrança
A triste cena da morte dos seus pais na sua infância
Dotado de valentia, jurou lhe fazer vingança
E aos vinte e poucos anos começaram as matanças

Clareou noite no tiro, manchou de sangue o sertão
O povo todo temia a chegada do Lampião
Fez a justiça no punho, a lei era o seu aço
Conhecido Lampião, o grande Rei do Cangaço

Um guerreiro das Caatingas, bandido idolatrado
Muito bom estrategista, não era capturado
Perseguido e temido, espalhou medo e terror
Mas como tudo se acaba, o Lampião se apagou

Lá na Gruta do Angico fez seu pouso derradeiro
No sertão alagoano morre o rei dos cangaceiros
Fez a justiça no punho, a lei era o seu aço
Conhecido Lampião, o grande Rei do Cangaço

João Carreiro e Capataz - Letras

©2003 - 2017 - musicas.mus.br